Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


 Não é o mel em si, que é perigoso, mas sim, o que que ele contém, é que pode fazer o vosso bebé adoecer.

Bem sabemos que o mel, tem alguns benefícios no tratamento de diversas patologias. Na tentativa de cura de constipações, alivio da tosse, alguns pais molham a chucha no mel para acalmar os bebés, etc. utiliza-se este "docinho" que normalmente as crianças adoram, de forma natural. O problema é que o mel, pode conter esporos de uma bactéria designada  “Clostridium botulinum”, causadora de uma doença chamada BOTULISMO INFANTIL. Se o bebé ingerir estes esporos, vão diretamente para os intestinos e desenvolvem-se lá, onde irão produzir a toxina do botulismo, podendo paralisar gradualmente os músculos e/ou afetar a respiração. É uma doença rara e tratável, mas muito grave, por essa razão, é importante saber conhecer os seus sintomas de forma a reconhecê-los o mais cedo possível.

 

Os sintomas do botulismo surgem entre 3 a 30 dias após uma criança consumir os esporos. A obstipação (prisão de ventre) é muitas vezes o primeiro sinal de botulismo que os pais percebem (embora muitas outras doenças ou maus hábitos alimentares, possam também  causar prisão de ventre). Chamem o  médico se o vosso bebé não tiver uma evacuação em 3 dias.

 

Outros sintomas que possam aparecer:

  • expressão facial plana
  • má alimentação (sucção fraca)
  • choro fraco
  • diminuição dos movimentos
  • dificuldade para engolir com salivação excessiva
  • fraqueza muscular
  • problemas respiratórios

 

Quando se fala em mel puro, fala-se igualmente de bolachinhas com mel ou outro alimento com mel. Atenção também às conservas caseiras, caso tenham dúvidas se estão boas ou não, o melhor mesmo, será deitá-las fora, poderão estar contaminadas e levar à intoxicação.

 

 As crianças mais velhas e os adultos saudáveis, por outro lado podem comer mel sem problemas, uma vez que o seu organismo consegue evitar o desenvolvimento dos esporos de “botulinum” . Prefira sempre mel de qualidade, o mais puro e biológico de preferência.

 

"O conselho a ter em mente é aguardar até o bebé ter 1 ano antes de lhe dar mel," explica Sajjad Yacoob, pediatra no Children's Hospital Los Angeles. "Mas o mel geralmente não é uma fonte de nutrição importante para os bebés, pelo que, para jogar pelo seguro, é preferível aguardar até aos 2 anos."

 

Se normalmente, dão mel ao vosso filho, quando ele tem tosse, lembrem-se que existem outros substitutos naturais e homeopáticos, que podem ajudar, contudo, a tosse não é significado de um sintoma mau...é um alerta/defesa que o organismo tem, de proteção para expulsar partículas estranhas ou muco do sistema respiratório.. Se o vosso filho é saudável, não à razão para tentar suprimir a tosse. Estejam alerta e consultem um especialista de saúde, se a tosse persistir durante muito tempo ou se o vosso filho, mostrar outros sintomas e menos energia que o normal, caso contrário, não é preciso entrar em pânico.

 

Bem hajam

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor