Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


PORQUE É QUE NÃO DEVE COMER GELATINA – SEJA ELA LIGHT OU NÃO

1434466720629Este artigo refere-se a gelatinas  industrializadas com sabores, que podemos encontrar em qualquer supermercado, e em especial aos produtos light/0%gorduras/0% açúcar que entra na dieta de muitas de nós por acreditarmos estar a fazer a escolha mais saudável.

A gelatina pré-preparada (produto em pó) ainda é recomendada por muitos profissionais de saúde (daí a encontrarmos frequentemente em vários planos alimentares, cantinas escolares, hospitais, etc.), talvez pela sua praticidade (de compra e consumo), preço baixo e baixo valor calórico. No entanto, basta lermos o rótulo na embalagem  para vermos que esta não é a escolha mais saudável, nem para adultos e muito menos para crianças. Ao analisarmos rapidamente uma marca de gelatina “normal”, vemos de imediato que esta é composta na maioria por açúcares (88%) – ler valor da tabela de Declaração Nutricional “Hidratos de Carbono dos quais açúcares” :

Gelatina "normal"

Gelatina “normal”

 

Ou seja:

1434466720629Depois desta constatação, penso que todos nós já descartámos a ideia de que o produto possa ser saudável.

Vejamos agora o rótulo de uma das marcas mais procurada quando o objectivo é a perda de peso (clique na imagem para aumentar):

20150616_153302

Amostra 1 – Gelatina “Sem açúcares”

Amostra 1. “Sem açúcares”

  1. Maltitol – é um tipo de açúcar, que tal como o açúcar “de mesa” eleva os níveis de glicose no sangue (ligeiramente menos do que o açúcar). Este é o componente mais abundante no preparado – para um produto denominado de “sem açúcares” começamos bem;
  2. Aspartame – adoçante artificial, contraindicado para pessoas com Fenilcetonúria;
  3. Acessulfame K – adoçante artificial, contraindicado para pessoas com problemas renais;

– como indicado no rótulo o excesso de edulcorantes pode causar efeitos laxativos e outros problemas gastrointestinais;

4. Gelatina(15.7%) – o ingrediente que dá o nome ao produto… Mas afinal a “Gelatina” só tem 16% de gelatina (um dia mais tarde irei escrever um artigo a explicar de onde vêm esta gelatina);

5. Ácido fumárico – regulador de acidez;

6. Citrato de sódio –  regulador de acidez;

7. Aromas – aromas artificiais criados em laboratório;

8. Vitamina C  – será esta a razão “saudável” pela qual ainda comemos gelatina?

9. E100 – corante;

10. E120 – corante animal extraído de um insecto chamado cochonilha

CochonilhaPode conter trigo, ovos e leite. Ou seja, pode conter glúten.

Contém uma fonte de fenilalanina. 

Portanto aqui está então a fórmula da nossa “deliciosa” gelatina:

1434466677216

 

Como exemplo deixo mais dois rótulos de produtos semelhantes onde podemos, mais uma vez, comprovar o vazio nutricional que é este produto.

C.

Amostra 3.

Amostra 2. “0% Açúcar” 

Ingredientes (do mais abundante para o menos presente no produto):

  1. Gelatina
  2. Maltodextrina
  3. Ácido Fumárico
  4. Ácido cítrico
  5. Citrato de sódio
  6. Aroma
  7. Fibra
  8. Antioxidante (vitamina C)
  9. E951
  10. E950
  11. Corantes Naturais (E163 e E132)

Contêm edulcorantes. Contêm fonte de fenilalanina. Pode contêm vestígios de cereais com glúten.

20150616_153350

Amostra 3.

  1. E965
  2. E951
  3. Gelatina (16%)
  4. E297
  5. E331
  6. Aroma
  7. Sal
  8. Vitamina C
  9. E100

No entanto, não vai ser uma taça de gelatina por ano que irá mata-lo. Basta ter bom senso: se gosta mesmo deste produto, restrinja o seu consumo a ocasiões especiais, mas mantenha-o longe da sua despensa – olhos que não vêm, coração que não sente…

Como alternativa, podemos usar agar-agar (vegetal) ou até gelatina neutra sem aditivos, mas recomendo os pudins de sementes de chia caseiros pois são bem mais interessantes a nível nutricional. Basta misturar o líquido (leite vegetal, chá, etc.) À sua escolha com as sementes de chia, misturar e esperar. Pode adicionar frutas ou canela, baunilha, etc.

Aqui fica uma foto para abrir o apetite enquanto esperam pela nossa receita :) 

chia-seed-pudding-6

 

FONTE: http://www.isidiet.com/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Olá papás, estamos a começar a época da cereja e nada melhor, do que ficar a saber que benefícios traz ela, à nossa saúde...

cereja6.jpg

 

A cerejeira é uma árvore originária da Ásia e cultivada em Portugal, mais abundantemente na zona do Fundão. Poucos sabem é que a cereja possui também muitas propriedades medicinais e é um verdadeiro prodígio para a medicina alternativa. Os seus pequenos frutos, as Cerejas Doces ( Prunus avium), são ricas em:

 

- Vitamina A: Promove a uma pele saudável e estimula o sistema imunitário

- Vitamina B1: Essencial para o funcionamento cerebral e digestivo

- Vitamina C: Combate infeções, protege contra o cancro, mantém os ossos fortes, transforma os alimentos em energia

- Cálcio: Promove a saúde dos ossos, dentes, coração, nervos, a coagulação do sangue, reduz os tremores 

- Ferro: Transporta o oxigénio e o dióxido de carbono para dentre e para fora das células, vital para a produção de energia

- Magnésio: Fortalece os ossos, dentes e músculos; importante para o músculo cardíaco e sistema nervoso

- Potássio: Ajuda a secreção da insulina para que o controlo de açúcar no sangue produza constantemente energia; Mantém de boa saúde o coração, estimula os movimentos dos intestinos no sentido de encorajar uma eliminação adequada; mantém o equilíbrio dos líquidos no organismo

 

 

PROPRIEDADES:

- Anti-inflamatória

- Calmante

- Diurética

- Laxativa

- Desintoxicante

- Antioxidante

- Anticancerígeno

 

Principais Indicações Terapêuticas nas crianças:

- Febre

- Obesidade (engana a fome)

- Obstipação (as suas fibras melhoram o trânsito intestinal)

- Ajudam a combater a diabetes

- Agitação e insónias (é rica em melatonina antioxidante estável. A melatonina pode atravessar a barreira hemato-encefálica facilmente e produz efeitos calmantes sobre os neurónios do cérebro, acalmando irritabilidade do sistema nervoso, o que ajuda a aliviar a insónia e dores de cabeça.)

 

cereja5.jpg

 

Em Naturopatia, utiliza-se muito os pés de cereja em decocção (ferver os pés de cereja durante 5 minutos e deixar repousar 10 minutos). É drenante e diurético, muito útil em:

 

- Inflamações dos rins, fígado ou baço;

- Retenções de urina;

- Cistite (infeção urinária)

 

 

DICA: Quando comer cerejas, guarde os pés, coloque-os ao sol até secarem e guarde-os num frasco tapado para utilizar sempre que necessário; com os caroços, também os pode secar e colocar dentro de um saco de tecido e sempre que precisar de um saco quente para as dores, coloque os caroços no microondas durante pouco tempo e volte a colocar dentro do saco de tecido.

 

Bem hajam

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Olá papás ...

 

A alimentação correcta desempenha um grande papel na manutenção da saúde e também na sua recuperação quando se aplicam processos dietéticos com fins terapêuticos.

Na alimentação vulgar atende-se mais ao paladar do que à saúde. Enquanto se mantiverem os velhos hábitos rotineiros seguidos pela maioria, será impossível manter em bom estado a saúde da população.

 

Nem todos temos os mesmos gostos nem os mesmos hábitos, mas todos pedimos saúde. A saúde é o maior bem que podemos "adquirir" e conservar, é preciosa demais para só nos lembrar-mos dela quando a perdemos, mas não basta pedir ... temos que lhe dar a devida importância e alimentar bem a nossa família. A palavra de ordem é PREVENÇÃO.  

 

images (72).jpg

As incompatibilidades alimentares são um facto muito importante que não deve ser ignorado na elaboração de qualquer regime alimentar. É bem conhecida a grande incompatibilidade entre a melancia e o vinho, pois já tem causado algumas vítimas. Embora as outras incompatibilidades não sejam assim tão graves, não deixam de ser  prejudiciais à saúde, ou melhor, de ir prejudicando todos os dias mais um pouco.

 

 

 Não conseguimos fazer uma alimentação saudável, se não combinarmos bem os alimentos ... e o que é que isto significa?  Que alguns alimentos em conjunto são benéficos para o nosso organismo e ajudam a uma melhor absorção de nutrientes e outros, infelizmente mais usuais na nossa alimentação, consumidos ao mesmo tempo, causam alguns problemas de saúde sem nos apercebermos.  Segundo estudos recentes na ciência nutricional e da saúde, os alimentos não têm efeito isolado,  agem em conjunto. Ingerir dois ingredientes ou até três ou mais juntos, surtem efeitos diferentes de consumi-los em separado. Não basta ingerir o que apetece e aguardar que o organismo trate do resto.  O processo da digestão em certos alimentos começa na boca, como é o caso dos hidratos de carbono ( pão, arroz, batata, etc.) e outros só quando chegam ao estômago, por exemplo, as proteínas (peixe, carne, ovos, queijo, etc.). Quando os alimentos são mal combinados, mesmo alimentos saudáveis, ficam tempo demais no estômago e nos intestinos e fermentam e a pior inimiga da nutrição é a fermentação.

 

A curto prazo, pode surgir problemas, como:

 

- Flatulência/Gases

- Cólicas

- Azia

- Indigestão

- Obstipação (prisão de ventre)

- Toxinas intestinais

- Abdómen inchado

- Alergias alimentares

- Metabolismo lento

- Aumento de peso

- Sono após as refeições

- entre outras

 

Vejamos então,

 

BOAS COMBINAÇÕES ALIMENTARES:

 boas combinações.jpg

 

  1.  Brócolo + Tomate 

  Previne o cancro - O tomate  possui licopeno  e o brócolo possui sulforano , o que os torna alimentos antioxidantes. O sulforano também bloqueia os efeitos nocivos da poluição do ar, ajudando muito em problemas respiratórios (asma, rinite alérgica, bronquite, etc).

 

  1. Agrião + Ovo

Para manter os ossos fortes - Combine o agrião, que é riquíssimo em cálcio, com alimentos ricos em vitamina D, como o ovo. Ajuda a manter os ossos saudáveis.

 

  1. Chá Branco + Chá de Hibísco + Chá de Carqueja

Para manter o intestino regular - Eliminam toxinas e ajudam no funcionamento do intestino (digestão, gases), estimulando o sistema imunitário. ATENÇÃO: Para crianças , substitua o chá branco (contém cafeína) por chá Vermelho (Rooibos) e o chá de Carqueja (contra-indicado a grávidas e crianças com menos de 3 anos) por Funcho..

 

  1. Sumo de Laranja + Castanha-do-Pará

 Longe de constipações -  A vitamina C, da laranja, auxilia na absorção do selénio contido na castanha, que é um importante nutriente para fortalecer a imunidade.

 

   5.  Vegetais folhas verde     +    Limão

alface+limão.jpg

 

 Os Alimentos ricos em Ferro (ex: Agrião, brócolo, alface,etc) são melhor absorvidos, se combinados com alimentos com Vitamina C  ( mas atenção que não podemos considerar algumas das frutas ácidas, como o caso da laranja, mesmo sendo elas ricas nesta vitamina )

 

 

 

6. Pimenta PRETA + Açafrão das Indias (Curcuma)

açafrao e pimenta preta.jpg

 

O Açafrão é o excelente anti-inflamatório e inibe o crescimento de células cancerígenas  e caso já existam, causa a apoptose ( "suicídio" de células malignas). No entanto, para o nosso organismo absorver o açafrão, da forma correta é necessário que se associe pimenta preta ou gengibre. A pimenta (em grão, moída na hora) multiplica 2.000 vezes a absorção da cúrcuma pelo organismo.

 

 

 

REGRAS DA COMBINAÇÃO:

 

- Comer um só tipo de Proteína por refeição (ex: peixe com ovo - má combinação)

- Não misturar alimentos proteicos com Hidratos de Carbono (ex: massa com carne)

- Comer apenas um tipo de Hidrato de Carbono por refeição (ex: batata frita e arroz - má combinação)

- Evitar misturar Hidratos de Carbono com alimentos ácidos (ex: tomate no pão) 

- Não abusar nas gorduras (preferir o azeite em cru, sem ferver)

- Comer fruta pelo menos 30 minutos antes das refeições e não misturar variedades (ex: sumos de fruta na refeição)

- Não combinar frutas doces com ácidas (evitar saladas de fruta ou papas de banana e laranja, habitualmente dado às crianças)

- Comer Melão ou Melancia isoladamente (utilizar como pequeno-almoço ou lanche)

- Reduzir sobremesas (os doces devem ser consumidos fora das refeições em pouca quantidade)

- Não juntar vinagre ou limão ao tomate

- Apenas um tipo de leguminosas por refeição

- Queijo com banana, combinação perigosa (a banana deverá ser consumida isoladamente, aguardar 1h até poder consumir outro alimento)

vegetais.jpg

Proteínas: carnes, peixe, marisco, produtos lácteos, ovos, leguminosas...

Hidratos de Carbono: pães, massas, batatas, arroz... 

Gorduras: azeite, manteiga, azeitonas, abacate...

Açúcares: açúcar refinado, mel, geleias, xaropes...

Ácidos: vinagre, produtos em conserva, chocolate, laranja...

Frutas Doces: melancia, maçã, pêra, pêssego, banana, figos, uvas...

Frutas Ácidas: laranja, morango, abacaxi, maçã reineta, marmelo, manga, ameixas, romã, nêspera, kiwi...

Leguminosas: grão, feijão, lentilha, ervilha, fava, grão de soja...

 

Bem hajam

 

 

 

 

 

 

 

 

-

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Olá papás quero partilhar convosco esta palestra que o famoso cozinheiro JAMIE OLIVER deu já algum tempo e não pode ser esquecida ... o que ele diz é preocupante, mas A PURA VERDADE!

 

É urgente e vital explicar ás crianças que os doces são a causa de muitos problemas de saúde. Partilhem esta informação com o máximo de pais que conseguirem ... e não recompensem o vosso filho com um doce, caso se porte bem ... porque os açúcares não são, de longe, troféus!!!

E se pensam que esta conversa não é para nós, portugueses, enganam-se ... Portugal está entre os países da europa com uma das maiores taxas de obesidade infantil. A OMS (Organização Mundial de Saúde) estima que em 2030, Portugal tenha 27% de homens  e 26% de mulheres obesos (as).

 

Pensem nisto ...

 

 

 Bem hajam

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

images (70).jpg

 

Olá papás, o assunto de hoje, gera muita controvérsia. Já li imensos estudos, uns mais antigos outros mais recentes, vi várias reportagens, li livros de grandes médicos, cientistas, nutricionistas, etc. e a conclusão a que cheguei é que não existe consenso, mas é mesmo assim e sempre será, porque o leite é um alimento, mas antes disso, um negócio. Seja ele de vaca, de cabra, de soja (bebida), de aveia(bebida), a verdade é a essa!

O produtor de leite vaca defende o seu produto, não lhe convém que a população deixe de consumir leite e quanto menos consumirem, menos dinheiro ele ganha. Para isso, investe milhões em publicidade, tentando convencer o público que o leite é o "melhor alimento e o mais completo". 

Os produtores de leites de cereais (soja, aveia, arroz, quinoa, etc.) não são diferentes. Também eles, se esforçam para vender mais o seu produto.

Perante esta 'guerra' de negócios, de milhões de euros ... quem sofre são as pessoas, que ficam sem saber o que realmente lhes faz bem, ou menos mal e pelo que devem optar ou colocar de lado.

Depois, temos os estudos, que as pessoas mais velhas ou com menos possibilidades, normalmente não têm acesso, porque não são publicitados ou bombardeados na televisão. Resta-nos olhar e estudar o nosso organismo, saber como ele funciona e ver se realmente necessitamos de leite (vaca) ou se este, pode ser substituído por outros alimentos.

 

RECÉM-NASCIDO:

Um bebé quando nasce, vem puro, virgem,  deverá indiscutivelmente e exclusivamente ser amamentado pelo leite materno, jamais abdicar de lhes dar o colostro*, de preferência, diretamente do peito da mãe (sem tetinas de silicone ou biberões) , poderá eventualmente existir algum problema de saúde na mãe ou no bebé que impossibilitem este ato, mas caso contrário, deverá ser alimento exclusivo até aos 6 meses, recomenda a Organização Mundial de Saúde e deverá ser mantido até ao 2ºano de idade, juntamente com a introdução de novos alimentos por etapas, isto, para as mães que consigam ter leite até essa altura (se mantiverem uma vida tranquila e alimentação saudável, conseguirão com certeza).

 

* O colostro humano, secreção láctea dos primeiros dias pós-parto, é rico em anticorpos, oferecendo benefícios imunológicos ao Recém nascido, o que o faz ser comparado a uma vacina. O principal anticorpo do leite humano é a imunoglobulina A secretora (SIgA), produzida pelas células secretoras da mama e liberada por meio da circulação êntero-mamária, protegendo o Recém nascido contra antígenos microbianos e alérgenos.

Além da maior concentração de componentes imunológicos, o colostro é rico em vitaminas lipossolúveis, como a vitamina A ou retinol, conhecida também como vitamina anti-infecciosa, por ser importante para a função imunológica.

 

Fonte (estudo) :    http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572012000200003

 

 

Não introduza precocemente outro leite à criança, justificando que o seu é fraco. Não existe leite fraco ou forte. Existe sim, leite BOM. Às vezes, as mães consideram que o seu leite é fraco porque, o comparam com o leite de vaca, que é mais denso e consistente o que, de certo modo, o torna impróprio para o ser humano. O bezerro, num ano e meio ou dois, deverá ter-se transformado num animal adulto. O ser humano precisa de 16 a 18 anos para completar o seu ciclo de desenvolvimento, não necessitamos que o bebé seja gordinho e redondinho para ser saudável.

Então por que as mães acham que seu leite é fraco?

Porque, quando a criança bebe  leite de vaca pelo biberão, parece que fica mais tempo sem fome e dorme mais. Isso acontece porque a digestibilidade do leite de vaca, cujas moléculas são maiores, é muito lenta e provoca uma sobrecarga nos rins. A criança sente-se como o adulto que comeu uma feijoada: de estômago cheio e sonolenta. As mães não costumam estabelecer essa relação e julgam que seu leite está fraco, o que é totalmente errado.

Se conseguirem, conciliem a introdução de novos alimentos com o leite materno.

 

CURIOSIDADE - Para uma maior produção de leite, as mamãs devem ingerir sementes e muitos vegetais, está provado, que não é o consumo de leite que faz produzir muito leite.

 

 

LEITE PÓS-MATERNO

Não tenha pressa para a chegada desta fase. A transição do leite materno para outro tipo de leite, não tem altura marcada. Não é porque a criança já fez um ano que tem de beber outro leite. Caso a mãe, já não o consiga produzir, deve então nessa altura procurar uma substituição, seja ela ao 1ºano, quer seja ao ano e meio, quer seja ao 2ºano.    Chega agora a pergunta que muitas mães fazem ...  Qual será o melhor leite para o meu bebé ??

 

Do ponto de vista fisiológico, o nosso organismo produz uma enzima, chamada lactase, responsável pela digestão da lactose do leite que só é sintetizada na fase do aleitamento. Ou seja, os bebés, produzem essa enzima para digerir o açúcar/lactose presente no leite da mãe.  Quando passamos da fase do aleitamento, a produção desta enzima (lactase) vai diminuindo gradualmente, deixando de estar presente por volta dos 3/4 anos.  A partir daí a lactose é digerida com mais dificuldade pela maioria das pessoas, como tal,  acumula-se e fermenta-se na flora intestinal descontroladamente, gerando consequentemente, náuseas e vómitos, assim como diarreia (por afetar as trocas nutricionais do intestino delgado). 

 

LEITE DE VACA - Além da lactose, o leite de vaca é rico em gordura (não é o mais rico), mas a gordura que tem é de cadeia longa, o que significa, que é de difícil digestão. Devemos considerar também que este leite possui uma proteína estranha ao nosso organismo, a caseína (proteína do leite animal) , que gera muco (catarro) e alergias.

 images (64).jpg

Diversos estudos relacionaram o consumo de leite de vaca, com o aparecimento de diversas patologias:

- OBESIDADE

- DIABETES TIPO I

- DERMATITE ATÓPICA

- CÓLICAS

- OBSTIPAÇÃO (PRISÃO DE VENTRE)

- DIARREIA

- BRONQUITE ASMÁTICA

- ASMA

- ENXAQUECAS

- RINITE ALÉRGICA

- ESCLEROSE MÚLTIPLA

- INFERTILIDADE

- CANCRO DE MAMA E PRÓSTATA

- etc.

 

Para além disso, é rico em hormonas, principalmente a IGF-1 (Insulin-like Growth Factor One - Fator de Crescimento similar à Insulina). A IGF-1 é um componente natural de TODOS os leites de vaca, pois sua função é exatamente que o recém-nascido cresça com rapidez, não sendo isso um bom sinal. A medicina já considera que o IGF-1 seja um fator-chave no crescimento rápido e na proliferação dos cancros de mama, próstata e cólon (intestino grosso), e suspeita-se que, provavelmente, pode promover todos os cancros, entre eles os de estômago.

 

 

LEITE DE CABRA - Contém menos lactose que o leite de vaca, tem mais gordura, mas esta de cadeia menor, o que significa que é de mais fácil digestão, podendo ser uma opção válida para os pais que queiram substituir o leite de vaca, mas não podemos esquecer que também tem presente caseína, a proteína animal que gera mucosidades e expectoração, que nas crianças é de evitar. É rico em vitamina A e potássio e o seu teor de colesterol é inferior ao do leite vaca. 

 

LEITES VEGETAIS ou BEBIDAS VEGETAIS - AVEIA, AMÊNDOAS, ARROZ, SOJA, NOZ, AVELÃ, QUINOA, são algumas das bebidas que não contêm lactose, caseína,  pobres em gordura e de fácil digestão. Uns mais ricos em vitaminas e minerais que outros. A bebida de AMÊNDOAS e a de AVEIA rico em cálcio, são das mais completas para as crianças a partir de 1 ano, podendo ir intercalando com o leite de SOJA enriquecido em cálcio e outros minerais. Tenha atenção e opte pelas bebidas que têm pouca adição de açúcar e sempre que der leite à criança à noite, certifique-se que lava os dentes depois.

 

 

transferir (12).jpgimages (68).jpg

 

 

 Concluindo: Se o organismo deixa de produzir a enzima lactase, assim que o aleitamento termina, porque razão havemos nós de alimentar os bebés com leite de vaca/cabra, se este contém lactose? É claro que podemos optar pelo leite sem lactose, será uma escolha mais acertada, de qualquer forma, quando o bebé está constipado, devemos evitar também, porque este gera muco. As bebidas vegetais beneficiam o organismo sem o prejudicar e são alimentos muito completos.

 

 

E O CÁLCIO DO LEITE QUE TANTO SE FALA?

Primeiro que tudo, ignore a publicidade. Apenas 32% do cálcio do leite é absorvido pelo organismo. Depois, repare nos alimentos que pode ingerir muito ricos em cálcio e que não prejudicam a saúde, bem pelo contrário:

Alga Hiziki, tofu, semente de chia, sementes de sésamo,  amêndoas, levedura de cerveja, queijo suiço, queijo parmesão, salsa, couve portuguesa, sementes de linhaça, açai, vegetais de folha verde escura, alcachofra, ameixa, feijão branco, aveia, avelã, entre outros

alimentos-ricos-em-calcio-nao-contem-leite-650x350

 

 

Bem hajam

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Olá papás, o objetivo deste post é que fiquem com uma lista, que possam consultar regularmente em casa. Nenhuma destas informações, substitui uma consulta médica nutricional ou naturopática. Todos somos diferentes e nada melhor que uma avaliação individual de cada um, incluíndo as crianças ... a necessidade de uma, não é a necessidade de todas.

images (33).jpg

 

O nosso organismo é inteiramente composto por moléculas que derivam de alimentos. Durante toda a nossa vida, comeremos toneladas de alimentos, que são posteriormente decompostos, no aparelho digestivo. Os macronutrientes (gorduras, hidratos de carbono, proteínas) e os micronutrientes (vitaminas e minerais) são absorvidos através do aparelho digestivo, cuja saúde depende essencialmente daquilo que comemos. Os desequilíbrios resultantes de uma alimentação inferior à ideal, durante, anos e anos, geram fraquezas e doenças, que poderiam ser evitadas. Mas afinal, o que quer dizer 'alimentação ideal' . Nada mais é, que a ingestão ideal de nutrientes, de modo a permitir que o corpo seja saudável e funcione o melhor possível. E como podemos fazê-lo? Existem determinados sinais de deficiência, que por vezes, são ignorados, que indicam que o organismo carece de alguma vitamina ou mineral. Abaixo segue uma lista de diversas vitaminas e minerais, sinais de deficiência e melhor fonte alimentar de cada uma.

 

 

VITAMINA A (retinol e betacaroteno)

 Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 350-500 mcg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 800-2000 mcg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Úlceras na boca, visão noturna deficiente, constipações ou infecções frequentes, acne, aftas, infeções urinárias, caspa, pela seca, diarreia, pele seca.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Cenoura, agrião, lombardo, couve-coração, batata-doce, melão, abóbora, manga, tomate, brócolo, alperce, papaia, tangerina, diospiro, espargos, óleo de fígado de bacalhau.

 

 

VITAMINA B1 (tiamina)

 Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 0,4 - 1,1 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 12,5 - 50 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Músculos sensíveis, dores nos olhos, irritabilidade, dificuldade de concentração, dores de estômago, formigueiro nas mãos, obstipação (prisão de ventre), excitação, depressão.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Agrião, courgette, borrego, espargos, cogumelos frescos, ervilhas, alface, pimentos, couve-flor, lombardo, tomate, couve coração, couve de bruxelas, feijão seco, levedura de cerveja, arroz e trigo integral, lentilhas, avelã, amêndoa, noz, gema de ovo.

 

 

VITAMINA B2 (riboflavina)

 Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 0,4 - 1,1 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 12,5 - 50 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Úlceras na língua, cabelo sem brilho ou oleoso, ardor ou sensação de areia nos olhos, sensibilidade a luzes fortes, eczema ou dermatite, unhas quebradiças, lábios gretados.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Cogumelos frescos, agrião, couve coração, espargos, abóbora, brócolo, gérmen de trigo, rebentos de bambu, cavala, tomate.

 

 

VITAMINA B3 (niacina)

 Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 5 - 10 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 25 - 50 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Falta de energia, diarreia, gengivas que sangram, irritabilidade, dores de cabeça, insónias, eczema/dermatite, ansiedade, pelagra.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Atum, salmão, galinha, cogumelos frescos, cavala, perú, trigo integral, amendoim.

 

 

VITAMINA B5 (ácido pantoténico)

 Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 3 - 7 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 25 - 150 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Tremores musculares ou cãibras, ardor nos pés, vómitos, ansiedade, ranger dos dentes, dores abdominais, insónias, fadiga, baixa produção de anticorpos.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Cogumelos frescos, batata doce, agrião, brócolo, lentilhas, abacate, trigo integral, ervilha, lombardo, gema de ovo, morango, aipo, tomate.

 

 

VITAMINA B6 (piridoxina)

 Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 0,4 - 1,1 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 12,5 - 50 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Dificuldade em recordar os sonhos, retenção de líquidos, nervosismos, tremores musculares ou cãibras, falta de energia, pele escamosa, anemia, gengivite, dermatite, feridas na boca ou língua (é essencial à digestão, na produção de hormonas e a controlar reações alérgicas)

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Banana, avelã, ameixa, salmão, castanha, tomate, melancia, espinafre, feijão encarnado, brócolo, couve-flor, sementes, agrião, pimentos, espargos, cebola, couve-de-bruxelas, inhame cozido.

 

 

VITAMINA B12 (cianocobalamina)

 Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 0,3 - 1,2 mcg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 2,5 - 25 mcg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Mau estado do cabelo, eczema, hipersensibilidade da boca ao calor ou ao frio, palidez, obstipação, irritabilidade, falta de energia, anemia.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR:  Sardinha, queijo fresco, ovos, levedura de cerveja, algas, atum, galinha.

 

 

BIOTINA

 Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 10 - 200 mcg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 25 - 100 mcg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Pele seca, embranquecimento prematuro do cabelo, pouco apetite, dermatite. Particularmente importante na infância e em diabéticos.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Couve-flor, alface, ervilhas, melancia, morango, framboesa, cereja, noz, amêndoa, cebola, cenoura, linguado, gema de ovo, milho doce.

 

 

VITAMINA C (ácido ascórbico)

 Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 25 - 35 mg

 - AMBITO TERAPÊUTICO: 150 - 1000 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: constipações frequentes, infeções frequentes, falta de energia, aparecimento de nódoas negras com facilidade, pontos vermelhos na pele, cicatrização lenta, gengivas sensíveis (essencial para fortalecer o sistema imunitário).

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Camu-camu, acerola, goiaba, anôna, pimentos, brócolo, kiwi, limão, couve-flor, morango, agrião, tomate, laranja, lima, ervilha, melão, inhame cozido.

 

 

VITAMINA D (colecalciferol, ergocalciferol) - retém o cálcio nos ossos

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 10 mcg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 5 - 20 mcg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Cáries, dores nas articulações, dores musculares, queda de cabelo, acne, infertilidade (a exposição insuficiente à luz solar, condiciona a absorção desta vitamina), gripes e infeções respiratórias constantes, psoríase, doença periodontal ( gengivas inchadas e inflamadas), asma, esquizofrenia, depressão

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Óleo de fígado de bacalhau, arenque, cavala, sardinha, carapau, salmão, iogurtes, queijo fresco, ovos.

 

 

VITAMINA E (d-alfa tocoferol)

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 0,3 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 70 - 100 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA:  Cansaço após exercício físico leve, equimoses fáceis (nódoas negras), cicatrização lenta, varizes, infertilidade (é antioxidante)

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Sementes de girassol, sementes de sésamos, amendoim, castanha-do-pará, gérmen de trigo, cereais integrais, abacate, pistacho, azeite, coentros, feijões, atum, ervilhas, salmão, batata-doce, amêndoa.

 

 

 

VITAMINA K (filoquinona)

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): Não estabelecida (quantidades suficientes fabricadas pelas bactérias benéficas dos intestinos)

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO:  Podemos considerar 1 mcg por cada Kg de peso, mas normalmente, não é necessário suplementar  (apenas em algumas situações, como o caso de recém nascidos prematuros). Com o consumo de alimentos ricos nesta vitamina, rapidamente se atinge valores necessários ao organismo.

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Hemorragias (nasais, vaginais ... )

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Couve-flor, couve-de-bruxelas, alface, lombardo, ervilhas, brócolo, algas, pepino, cenoura crua, agrião, batata, morango, espinafre, espagos.

 

 

ÁCIDO FÓLICO (essencial durante a gravidez)

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 50 - 150 mcg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 25 - 300 mcg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Anemia, eczema, lábios gretados, embranquecimento precoce do cabelo, ansiedade, pouco apetite, falta de memória, falta de energia, dores de estômago, depressão.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Gérmen de trigo, espinafre, brócolo, feijão preto, amendoim, rebentos, espargos, sementes de sésamo, avelã, cogumelos frescos, caju, noz, abacate, milho doce, tomate, ervilha, quiabo, massas integrais, alface, couve-flor.

 

 

CÁLCIO

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 600 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 600 - 800 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Dores musculares, tremores, insónias, nervosismo, dores articulares, cáries, tensão arterial elevada

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Alga Hiziki, tofu, semente de chia, sementes de sésamo,  amêndoas, levedura de cerveja, queijo suiço, queijo parmesão, salsa, couve portuguesa, sementes de linhaça, açai, vegetais de folha verde escura, alcachofra, ameixa, feijão branco, aveia, avelã.

 

 

FERRO 

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 7 - 10 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 7 - 11 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Anemia, palidez, úlceras na língua, aftas, fadiga, perda de apetite, náuseas, sensibilidade ao frio.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Sementes de abóbora, salsa, amêndoa,  ameixa, caju, passas, castanha-do-pará, noz, noz-pecan, tâmara, feijão seco cozido,  melancia, pêssego, alface, agrião, cebola roxa, nabiça, gema de ovo.

 

 

FÓSFORO 

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 800 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: Normalmente não é necessário suplementar 

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: A deficiência na alimentação é improvável, pois está presente em praticamente todos os alimentos.

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Os alimentos que são ricos em cálcio, apresentam uma boa composição de fósforo.

 

 

MAGNÉSIO

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 170 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 400 - 800 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Tremores ou espasmos musculares, insónias, tensão arterial elevada, fraqueza muscular, batimentos cardíacos irregulares, obstipação, crises ou convulsões, hiperatividade, depressão, falta de apetite, pedra nos rins, nervosismo.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Sementes de chia, gérmen de trigo, amêndoa, caju, levedura de cerveja, castanha-do-pará, amendoim, noz-pecan, feijões cozidos, alho, passas, ervilhas, espinafre, lombardo, couve-coração, farelo de trigo, aveia, soja, arroz integral, cevada, sementes de girassol, damasco, grão.

 

 

POTÁSSIO (ajuda a secreção da insulina, para que o controlo do açúcar no sangue produza constantemente energia; em excesso torna-se muito perigoso)

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 1600 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 200 - 1600 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Batimentos cardíacos rápidos e irregulares, fraqueza muscular, irritabilidade, náuseas, vómitos, diarreia, abdómen inchado, tensão arterial baixa resultante do desequilíbrio entre o potássio e o sódio.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Agrião, endívias, lombardo, salsa, aipo, courgette, rabanete, couve-flor, cogumelos frescos, abóbora, inhame cozido, batata, banana, tomate, ervilha, amendoim, bacalhau, feijão preto, feijão manteiga

 

 

SELÉNIO (Estimula o sistema imunitário)

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 30 mcg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 30 - 50 mcg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: História familiar de cancro, sinais de envelhecimento prematuro, infeções frequentes, tensão arterial elevada, cataratas.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Atum, cogumelos frescos, sementes de girassol, arenque, queijo fresco, courgette, bacalhau, lentilhas.

 

 

SÓDIO

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 1900 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 1900 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Tonturas, tensão arterial baixa, pulso rápido, apatia mental, perda de apetite, náuseas, vómitos, baixo peso corporal, dores de cabeça, cãibras.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Miso, azeitonas, beterraba, aipo, lombardo, queijo fresco, feijão encarnado, agrião.

 

 

 

ZINCO (Estimula o sistema imunitário, muito útil para o crescimento saudável da criança)

Quantidade recomendada para CRIANÇAS:

- DDR (Dose Diária Recomendada): 7 mg

 - ÂMBITO TERAPÊUTICO: 5 - 10 mg

 

SINAIS DE DEFICIÊNCIA: Paladar e olfato deficientes, pintas brancas em mais de duas unhas, pele oleosa ou acne, infeções frequentes, baixa fertilidade, palidez, tendência para depressão, perda de apetite, perturbações no crescimento, queda de cabelo, dermatite.

 

MELHOR FONTE ALIMENTAR: Raiz de gengibre, borrego, noz-pecan, ervilhas, nabo, castanha-do-pará, gema do ovo, aveia, amêndoa, feijão, soja, queijo da serra, centeio, bacalhau.

images (20).jpg

 

Há que ter em atenção, que as vitaminas e minerais em excesso, não beneficiam o organismo, podem mesmo ser tóxicos e provocar danos perigosos. O ideal é avaliar o estado da criança/adulto através de exames sanguíneos ou através de diagnóstico de Ressonância Magnética Quântica, que é o que costumo utilizar nas minhas consultas ... é indolor e rapidamente se faz um exame geral do paciente e nas crianças avalia as vitaminas, minerais, aminoácidos, coezimas e défice de atenção. Aconselho vivamente!!!

 

Bem hajam

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Olá papás, a pedido de muitas pessoas, aqui fica a receita do pãozinho que costumo fazer em casa. É muito saboroso, fácil, rápido, fica fofo durante 3 ou 4 dias e é SAUDÁVEL, porque não é feito com farinha de trigo branca, nem leva fermento. As minhas princesas adoram.

 

20141117_092349-1 (1).jpg

 

INGREDIENTES:

- 400 g farinha espelta integral

- 320 ml leite de aveia (ou de soja para quem preferir)

- 2 ovos ( biológicos de preferência)

- 1 colher de sobremesa de sal marinho ( mal cheia)

- 1 colher de sobremesa de bicabornato de sódio ( mal cheia)

 

Colocar a farinha numa taça e juntar o sal e o bicabornato. Misture bem com um garfo.

À parte bata os ovos e junte o leite.

Faça um buraco no centro da farinha e coloque a mistura do leite com os ovos.

Mexa tudo muito bem com o garfo até já não avistar nenhum pedacinho de farinha. Não precisa amassar porque esta massa fica mole.

Coloque num recipiente com fundo redondo e pequeno (eu utilizo o que está na imagem em baixo), polvilhado com farinha ou caso não seja anti-aderente unte com azeite, encharcado num guardanapo e depois então a farinha.

Vai ao forno pré-aquecido 200°C durante, aproximadamente 45 minutos.

20141118_212933.jpg

 

 Desculpem a qualidade das imagens.

 

 

Espero que gostem e que os vossos pequenotes também ;)

 

Bem hajam

Autoria e outros dados (tags, etc)

torrada.jpg

Olá Papás ;) hoje o tema é um ALERTA...as tão gostosas torradinhas, que normalmente comemos, são na verdade um grande perigo para a saúde. Vou explicar-vos porquê...

 

Existe um composto, a acrilamida que é produzida através da reação do calor sobre os alimentos ricos em hidratos de carbono e em particular num aminoácido chamado asparagina, quando a temperatura excede os 120 ºC.

Através de uma reação chamada “reação de Maillard” os hidratos de carbono contidos num alimento vão associar-se à asparagina produzindo assim a acrilamida. Embora já se conhecesse esta substância, tendo sido mesmo desde 1994 classificada pela IARC como pertencendo ao grupo de substâncias provavelmente cancerígenas, seria só em 2002 que um estudo sueco anunciaria ter detetado a presença de acrilamida nos alimentos ricos em hidratos de carbono que tivessem sido aquecidos tais como: batatas fritas e pão. Não foi detetada em alimentos que não tenham sido aquecidos ou que tivessem sido cozidos.

Estes alimentos tostados, podem originar glicidamida - um composto genotóxico que provoca mutações no DNA, com consequente risco de aparecimento de células neoplásicas e de cancro. 

Não se sabe ainda qual o limite de segurança a partir do qual poderá representar um problema sério para a saúde, porque os estudos ainda só foram conclusivos em animais, estão a ser feitos mais estudos, agora em humanos, os quais estamos à espera de conclusões. Segundo a ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE qualquer exposição à substância representa sempre um risco, mesmo que muito baixo e quanto maior for o consumo, pior.

 

Visto isto, o melhor mesmo será reduzir ao máximo a ingestão de torradas (aquecer apenas), bolachas e alimentos muito torrados e batatas e alimentos fritos. Os alimentos queimados, ou quase, terão obviamente que ser rejeitados.

 

No próximo ano, 2015, serão emitidas as recomendações finais da EFSA sobre este tema.

 

Bem hajam

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chegou o frio!! Não há altura melhor para falar da SOPA ... mas consumi-la o ano inteiro, claro 

O meu objetivo com este 'Post'  é mostrar-vos, o quanto é importante para as crianças (e não só) a sopa antes do segundo prato, ao almoço e ao jantar, os seus benefícios e como podemos fazer sopas saudáveis.

transferir (5).jpg

 

BENEFÍCIOS:

 

- Reforça o SISTEMA IMUNITÁRIO (dá ao organismo micro nutrientes que ajudam no combate a infeções)

- Previne a OBESIDADE (regula o apetite e impede o consumo excessivo do segundo prato)

- Favorece o SISTEMA DIGESTIVO 

- Evita a PRISÃO DE VENTRE ( rica em fibras)

- Protege contra alguns tipo de CANCRO e de DOENÇAS CARDIOVASCULARES ( rica em antioxidantes)

- Permite um melhor DESENVOLVIMENTO INFANTIL e JUVENIL

- Recupera estados mais debilitados ou de doença (é de rápida digestão, não sobrecarrega o organismo)

 

E as crianças que não querem comer sopa??

Não querem, mas têm que querer! Desculpem a franqueza papás, mas esse é o nosso papel... a sopa é a base da alimentação dos bebés e das crianças (e com toda a certeza, dos adultos também), não podem deixar que uma birra ou a aversão por algum alimento especial, que normalmente ele não gosta e está presente na sopa, seja justificação para abdicar dela. Conversem com eles, tirem o alimento indesejado e troquem por outro, mas não desistam, por favor! É da saúde deles que estamos a falar. É de extrema importância o seu consumo.

 

DICAS: 

- Comecem vocês por comer também, as crianças são super observadoras e gostam de imitar os adultos, é complicado exigir que comam sopa e os próprios pais, os seus heróis, não comem, porquê?? Podem não dar a entender, mas as crianças questionam isso..."porque dizem eles que faz bem e não comem??"

 

-  Não comer o segundo prato, sem  primeiro comer a sopa (se comerem pouco do segundo prato, não faz mal, porque a sopa é o principal), compreendo que seja muito difícil esta luta para alguns de vós, já passei por isso, a minha Beatriz sempre foi "boa boca", mas a Leonor era tão esquisitinha, tudo o que era novidade era para esquecer, agora com os seus 2 aninhos, come tudo ... simplesmente não desisti e todos os dias lhe apresentava sopa e legumes, todos os dias, foi vencida pelo cansaço :) mas foi para o bem dela

 

- Caso não queiram sopa com legumes inteiros, não obriguem, deixem que coma a sopa passada e insista então nos legumes inteiros no segundo prato (não podem é abdicar deles)

 

- Não faça sempre a mesma base de sopa (tradicionalmente com batata, cenoura, cebola) coloque na base alimentos verdes (brócolos, lombardo, agrião, etc.)

 

COMO FAZER UMA SOPA SAUDÁVEL?

Já ouvi e li muitas receitas de sopas e existem várias maneiras de as fazer, mas nem todas são saudáveis. Especialmente com crianças, temos que ter ainda mais atenção à forma como cozinhamos os alimentos, de forma a tirar todos os benefícios dos mesmos.

 

NÃO DEVEMOS:

- Refogar nenhum alimento;

- Colocar todos os ingredientes numa panela e cozinhar tudo ao mesmo tempo;

- Cozinhar à temperatura  máxima;

- Colocar uma grande quantidade de água;

- Não descasque os alimentos muito tempo antes de serem utilizados;

- Cortar os legumes muito pequenos para cozinharem depressa;

- Utilizar sopas de pacotes

 

DEVEMOS SIM:

- Colocar um fio de azeite após a sopa estar pronta ( o azeite traz benefícios se não for aquecido, devido à presença de gorduras insaturadas (as benéficas) quando fervem estas, transformam-se em saturadas (prejudiciais). Visto que o azeite fica com mais sabor quando está cru, ao colocá-lo na sopa vamos reduzir a quantidade, o que também é benéfico);

- Colocar os ingredientes de mais difícil cozedura (ex: cenoura, batata, lentilhas descascadas) a cozer primeiro, quando estes estiverem quase cozidos colocar os restantes (ex: cebola, abóbora, courgette, chuchu, alho, brócolos, agrião, coentros,etc.);

- Deixar os alimentos ferver e depois reduzir a temperatura, cozinhar em lume médio ou baixo;

- Colocar pouca água (apenas até tampar os legumes);

- Descascar os legumes no momento de cozinhar e cortar tudo em tamanho grande ( os pedaços pequenos implicam um maior contato, multiplicando a perda dos nutrientes);

 

 

SOPA MEGA SAUDÁVEL DA TANIA ;)

4 Pessoas

 

- 2 Cháv. Feijão (Branco ou Manteiga) - demolhado no dia anterior

- 2 Courgettes

- 6 cenouras grandes (reduzidas a sumo)

- 1 beterraba pequena (reduzida a sumo)

- 2 cebolas roxas grandes

- Uma rodela de gengibre pequena (do tamanho e espessura de uma moeda de 20 cêntimos +/- )

- 2 dentes de alho

- 1/2 couve coração

- 1 cháv. cogumelos frescos ( Portobello, brancos ou Shiitake)

- sal marinho (q.b)

 

1º Coza o Feijão  na panela de pressão,  com uma tira de alga Kombu (ajuda a digerir qualquer as leguminosa e evita a formação de gases, o que para os bebés é o ideal) por cerca de 20/30 min. Caso queira utilizar da lata, procure com baixo teor de sal e se for para bebés retire a casca do feijão. Reserve.

 

2º Coloque a cebola, o alho, gengibre, courgette, cortados grosseiramente, o sal e água só até cobrir os legumes, deixe levantar fervura e de seguida baixe para lume médio. Tape a panela. Depois de cozidos, cerca de 15 minutos (depende do fogão de cada um) acrescente metade do feijão que reservou e reduza a puré.

 

3º Acrescente os cogumelos, a couve coração e o restante feijão e deixe cozinhar 10 minutos, em lume médio.

 

4º Apague o fogão. Coloque o sumo de cenoura e da beterraba e um fio de azeite. Mexa tudo muito bem e sirva. Caso seja para bebés mais pequenos, passe tudo no fim.

feijao_alhoporo_1S.jpg

 Esta sopa têm propriedades anti-inflamatórias e anti-cancerígenas e é muito saborosa! 

 

 

 

CREME DE BRÓCOLOS

4 Pessoas

 

- 1  batata doce média

- 2 courgettes 

- 2 cebolas roxas médias

- 1 cháv. Abóbora

- 1 dente de alho grande

- 2 cháv. brócolos

 

 

1º Coloque a batata doce a cozer com um pouco de água e sal.

2º Após cozidas, coloque os restantes ingredientes cortados grosseiramente com um pouquinho mais de água. Deixe ferver e baixe o lume. Após 15 minutos aproximadamente, retire do lume, coloque um fio de azeite e reduza a puré.

 

images (52).jpg

Ajuda a reforçar o sistema imunitário, é rápida e deliciosa!

Bom apetite

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

images (49).jpg

Olá papás, hoje é dia de vos falar um pouquinho sobre esta  maravilhosa especiaria ... o GENGIBRE (zingiber officinalis) e o que pode ele fazer por nós e pelos nossos filhotes.

 

O Gengibre  é uma planta com um aroma intenso, devido aos seus princípios picantes, composta por: Amido, Proteínas, Lípidos, Protease, Óleos Voláteis, Vitamina A e E.  

Os princípios picantes, são os muitio potentes medicinalmente, porque inibem a formação de prostaglandinas e leucotrienos (substâncias do organismo que têm influência no fluxo sanguíneo e na inflamação).

Apresenta assim propriedades: anti-inflamatórias, antibacterianas, expetorantes, sudoríferas, anti-espamódicas, carminativas, anti-eméticas, anti-sépticas e estimulam o sistema circulatório.

 

É indicado para aliviar sintomas, como:

 

- Cólicas - óleo essencial

- Diarreias - chá

- Prisão de ventre - chá e óleo essencial

- Indigestão - chá e óleo essencial

- Vómitos (para as grávidas é muito útil, sem excessos) - chá e pó

- Flatulência (gases) - chá e óleo essencial

- Bactérias intestinais prejudiciais (Escherichia coli, estafilococo, estreptococos) - não destrói as bactérias benéficas  - chá e pó

- Ajuda ao crescimento de Lactobacillius no intestino, ao mesmo tempo que destrói parasitas - chá e pó

- Constipações e gripes - chá

- Tosse - chá

- Dor de garganta - chá

- Alergias - chá

- Rinites - chá

- Febre - chá e óleo essencial

- Enjoos de movimento (viagens) - pó

- Estimula o apetite - óleo

 

COMO UTILIZAR?

transferir (1).jpg

 

Modo de preparar a infusão (CHÁ):

– Juntar uma chávena de água a ferver ao gengibre ralado, repousar 5 minutos, coar Tomar a dose recomendada 2x ao dia.
– A partir dos 12 meses, fazer a infusão com 1 colher de café rasa de gengibre fresco ralado, a partir dos 2 anos de idade fazer a infusão com 1 colher de chá rasa de
gengibre fresco ralado.


DICA: para o sabor não ser de imediato reprimido pelas crianças, junte um casca de limão, um pau de canela e uma folha de hortelã, durante os 5 minutos de repouso. Se a criança já tiver os 2 anos, pode colocar um pouquinho de mel. 

 

 

gengibre-oleo-essencial.jpg

 

ÓLEO ESSENCIAL 

Não confunda óleo essencial e essência (as essências são sintéticas, produzidas em laboratórios e não possuem nenhum efeito terapêutico. A sua composição é na maioria das vezes, apenas um derivado de petróleo ou então óleo essencial extremamente diluído em óleo mineral e acrescentado de essência; já os óleo essenciais são substâncias naturais, PURAS e muito concentradas (1 gota = 24 cháv. de chá da planta) e por esta razão, possuem uma complexa mistura de componentes quimícos, que juntos tornam o óleo rico em propriedades medicinais.)

                                             DICA: Antes de sair de casa anote num papel o nome científico do óleo essencial que deseja comprar. Essências na grande maioria não colocam o nome científico da planta, apenas o nome popular. Atenção ao preço, um óleo essencial é bem mais caro do que uma essência. No caso do óleo de Gengibre ( Zingiber officinalis) o seu valor ronda os 20€ ( a vantagem é que dura MUITO tempo).

 

COMO UTILIZAR? 

Dilua 5 gotas (crianças) e 10 gotas (adulto) de óleo de Gengibre em 25 ml de óleo de amêndoas doces e massaje as zonas problemáticas (ex: abdómen, no caso de prisão de ventre ou cólicas), bem como, a planta do pé.

 

 

images (49).jpg

RAIZ SECA (PÓ)

A maneira mais fácil de utilizar, e eu utilizo em praticamente todas as receitas, é colocar um pouco de pó na altura que coloca o sal e outras ervas, é uma forma fácil das crianças mais pequenas ingerirem, é claro, que não é não é igual ao uso individual e direto, mas ajuda, a diminuir o uso de sal e beneficia a digestão dos alimentos.

 

COMO UTILIZAR? 

Quando existem enjoos seja por viagem ou por gravidez, o mais fácil é juntar 2 colheres de café de mel para 1 colher de raiz em pó de gengibre e tomar. As crianças mais pequenas, como não devem ingerir mel, os papás podem sempre preferir o chá ou arranjar outro alimento em que possam colocar o pó (ex: iogurte). 

 

 

20121203113024_SFPGingerRootExtract60vc.jpg

 

Existe também outra opção (para adultos) que é mais prática ... as CÁPSULAS

 

 

 

 

 

 

 

 

RAIZ FRESCA - Pode também ser utilizada na sopa, fica muito saborosa e traz mais benefícios para a saúde. Coloque uma rodela fininha e pequena, devido ao seu sabor acentuado e um pouco picante

 

 

NOTA: Não estou de forma alguma a fazer publicidade às marca, mas estas, podem sempre encontrá-las com facilidade.

 

 

Espero ter sido útil e se tiverem dúvidas ... estou por aqui ;)

 

Bem hajam

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor